Histórico da Topografia
A palavra TOPOGRAFIA tem sua origem na escrita grega, no qual TOPOS significa lugar e GRAPHEN significa descrição. Desta maneira pode-se dizer que a TOPOGRAFIA é a ciência que trata do estudo da representação detalhada de uma porção da superfície terrestre.

 

Desde os primórdios da civilização, ainda em seu estágio primitivo, o homem tratou de demarcar sua posição e seu domínio. Sem saber, ele já aplicava a Topografia.

 

Os babilônicos, os egípcios, os gregos, os chineses, os árabes e os romanos foram os povos que nos legaram instrumentos e processos que, embora rudimentares, serviram para descrever, delimitar e avaliar propriedades tanto urbanas como rurais, com finalidades cadastrais.

 

Personalidades como Washington, Jefferson e Lincoln, que foram presidentes dos Estados Unidos, trabalharam com topografia. Alguns chegam a dizer que o sucesso político de Lincoln se deveu, em parte, ao seu trabalho como topógrafo, que o levara a ter um contato mais de perto com o povo. (Fonte: revista Despertai! – 08 de junho de 2002)

 

Os Egípcios chamavam de esticadores de corda os homens que eram responsáveis por marcar os terrenos após as enchentes do Nilo, para fins de tributação. Estes foram os precursores dos atuais topógrafos. (Fonte: revista Despertai! – 08 de junho de 2002)

 

Por volta de 200 AC, o astrônomo, matemático e geógrafo grego Erastóstenes calculou a circunferência da Terra. (Fonte: revista Despertai! – 08 de junho de 2002)

 


 

O que é um marco limite?
É um objeto de concreto, pedra ou metal identificado por uma plaqueta metálica que indica a posição de limite de um vértice do perímetro de uma propriedade. O vértice é onde a linha de limite do terreno muda de direção.

 

Para que serve?
Para demonstrar fisicamente, mesmo onde não existem cercas, os limites corretos da propriedade. Ele também serve como referência para todos os trabalhos de agrimensura, como o parcelamento e o desmembramento, entre outros.

Porque o INCRA usa marco de limite?
Para demonstrar publicamente onde estão as divisas entre propriedades rurais vizinhas, lotes de assentamentos e para outras determinações futuras.

Você sabia?
Que há milhares de anos, os mesopotâmicos já usavam marcos para delimitar as propriedades. Eles incluíam em cada marco informações sobre a história da família proprietária do terreno e homenagens aos deuses que adoravam, para que protegessem suas terras. Na Europa, até hoje existem festas populares que promovem a visitação pública aos principais marcos das cidades.

 

Colaboração : Geotop – Engenharia , Topografia e Meio Ambiente