Antes de realizar o levantamento de uma estrutura metálica, alguns pontos precisam ser observados para que a sua instalação seja feita de forma segura e correta.

Afinal, dependendo da estrutura, a montagem pode até ser feita de forma rápida, se for realizada por um serviço especializado, mas é preciso considerar fatores como: a qualificação da mão de obra, o planejamento e a característica das ligações, o local e o acesso aos equipamentos.

Por conta de tudo isso, acompanhe a seguir alguns passos:

1- O armazenamento da estrutura metálica: antes de realizar a montagem, confira o local onde as peças metálicas poderão ser armazenadas com segurança. Chapas expandidas, por exemplo, não devem ser semienterradas ou submersas, além disso, é importante evitar o acúmulo de água e resíduos entre as peças para preservar a sua conservação.

2- A escolha certa dos equipamentos: a montagem das estruturas metálicas geralmente demandam a utilização de equipamentos e máquinas pesadas, como guindastes, gruas e compressores de ar, que possibilitam o içamento vertical das peças metálicas. É claro que para essa tomada de decisão é preciso considerar as características de cada projeto, assim como a altura total da estrutura, a carga máxima de içamento, o raio de operação do equipamento etc.

3- Cuidados com as ligações soldadas: a utilização de ligações soldadas na montagem de estruturas metálicas deve ser realizada de acordo com as normas vigentes. O montador é responsável inclusive pela qualidade e a segurança dessas soldagens, entre outros detalhes como: os tipos e configurações de juntas, o controle do material de solda, espessuras do material base etc.

4- Fique atento aos limites de tolerância da estrutura: os limites de tolerância especificados pelas normas precisam ser respeitados. O montador deve estar atento aos erros existentes para que eles não prejudiquem o funcionamento estrutural ou inviabilizem a montagem.

5- Cheque a estabilidade estrutural: o plano de montagem – fator determinante no custo do levantamento das estruturas metálicas – precisa levar em consideração as cargas que serão adicionadas progressivamente e o funcionamento das peças instaladas durante esse acréscimo.